/Beto Conte apresenta sua viagem à Escandinávia

Beto Conte apresenta sua viagem à Escandinávia

Beto Conte do STB que já percorreu 126 países nos 5 continentes apresenta sua recente viagem à Escandinavia

Após 20 anos, retornei à Escandinávia e reencontrei a Dinamarca, Noruega e Suécia ainda  mais fascinantes. Modelos de sociedades que oferecem a seus cidadãos o mais alto nível de benefícios sociais, garantindo desenvolvimento e mantendo suas identidades culturais.

Foi um roteiro desvendando as belezas de Copenhagen, Oslo e Estocolmo, além dos castelos da costa dinamarquesa, as belezas dos fiordes noruegueses e a região dos lagos sueco.

IMG_2155

IMG_2176

Começamos pela Dinamarca, que tem a mais antiga monarquia da Escandinávia –  desde o período Viking no séc. VIII até hoje.  No séc. XIV foi unificada com os reinos da Noruega e Suécia pelos 150 anos seguintes.  O período dourado do reino acontece no séc.  XVII  com Cristiano IV, o rei-arquiteto,  com construções de cidades, castelos e fortalezas. Entre os castelos construídos por Cristiano IV estão Rosenborg em Copenhagen – hoje um museu com o mobiliário da época e as joias da coroa. Cristiano IV ampliou também, em estilo renascentista flamengo, o castelo de Frederikborg, onde ele nasceu.

IMG_2193

IMG_2238

A fortaleza de Kronborg, em Helsingor, protege a entrada do mar Báltico, na parte mais estreita de apenas 4km entre a Dinamarca e Suécia.

Os marinheiros britânicos levavam de volta à Inglaterra, entre outras histórias nórdicas, a de um soberano do séc. V  que tem a coroa usurpada pelo irmão, que casa com a viúva e o filho enlouquece. Tema que inspirara Shakespeare a escrever Hamlet – cujo trama se passaria em Kronborg.

A Dinamarca é o país onde mais de 50% da população utiliza a bicicleta como meio de transporte, com a maior rede ciclo viária do mundo, proporcional ao seu território.  Em Copenhagen são 700 mil bicicletas com a via de ciclistas mais movimentada do planeta – com 36.000 ciclistas diários.

IMG_2010

IMG_2269

A crise econômica que domina toda Europa, principal mercado da produção agrícola e industrial da Dinamarca, afeta o país. A necessidade de enxugar gastos, em uma nação em que 35% da população ativa esta no setor público, atinge o sistema do bem-estar social reduzindo os benefícios estatais.  Mesmo assim, Copenhagen continua com  o título de capital com melhor qualidade de vida do mundo.

A renomada indústria náutica dinamarquesa desapareceu com a entrada da Polônia na Comunidade Europeia, para onde migraram , em função dos menores custos de mão de obra no porto de Gdansk,  os maiores contratos de construção de navios.  Mas o país detém ainda a liderança no transporte marítimo com a potente Maesk, que controla 45% de toda movimentação de containers pelo mundo.  A fundação Maesk mantém, entre outros, a moderníssima Ópera de Copenhagen – com 5 pavimentos abaixo do nível d’água.

IMG_2249

IMG_2269
Beto já pronto para a próxima viagem

Acontece em fevereiro o Grand Tour STB Oceania que o Beto acompanha. Roteiro desvendando as belezas da Nova Zelândia e Austrália e “Grand Finale” na Polinésia Francesa com bangalôs sobre as águas de Bora Bora.

SAIBA MAIS

Confira o relato desta viagem no BELEZAS DO MUNDO, evento gratuito promovido pelo STB.  Beto Conte apresenta sua recente viagem à Escandinávia no dia 16/9 às 19h30 na BAZKARIA, que fica na Rua Comendador Caminha, 324. Confirmar presença  pelo fone 3346-1088.

 VEJA MAIS

Confira o relato sobre a Noruega e Suécia, e imagens desta viagem no http://wp.clicrbs.com.br/betonomundo.